blog


artigos, ideias e leituras para se manter atualizado
na realidade digital-first.

Viewing entries tagged
digital marketing

Quinze|em|10  -  edição 17/mai

Quinze|em|10 - edição 17/mai

Quinze|em|10 é a curadoria de marketing, comunicação e inovação da Bowler. Os melhores conteúdos da quinzena para ler em apenas 10 minutos. Para recebê-la em seu e-mail, inscreva-se aqui.

EDIÇÃO DE 17 DE MAIO DE 2018


COMUNICAÇÃO E MARKETING
NOVIDADES, CASES E LEITURAS DE INTERESSE

Netflix inova em suas transmissões e libera "conteúdo adulto" na plataforma. Clique no link e assista aos vídeos antes de espalhar a notícia ;-) 

Google Assistant alcança novo patamar com a tecnologia Duplex. Agora, além da voz mais natural, o assistente pode fazer ligações reais e interagir com humanos para marcar compromissos.

O Google ajudou a levar os anúncios da TV para a web com o YouTube. Agora, a gigante de tecnologia quer levar os Outdoors para dentro dos celulares por meio do Waze. A orientação da companhia é de que tudo seja "mensurável e acionável". (em inglês) 

Como ampliar a eficiência dos investimentos em mídia digital? Confira esta reflexão sobre os benefícios de consolidar a compra de mídia em uma plataforma unificada, com dados da Nielsen e BCG. 


REALIDADE DIGITAL-FIRST
INOVAÇÃO, NEGÓCIOS E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

Outlook permitirá pagar contas dentro da própria caixa de entrada de e-mails, sem precisar sair do aplicativo e abrir o site do banco. Tudo será feito automaticamente por meio do Microsoft Pay, o serviço de pagamentos online da empresa.

"Está na hora de abandonar o WhatsApp", diz New York Times. A saída do cofundador, Jon Koum, pode representar o início do fim da companhia, conforme apurou o veículo. Questões de privacidade estão ligadas a essa afirmação.

Facebook cria divisão totalmente dedicada a blockchainliderada por David Marcus, antigo CEO do PayPal. O executivo estava até então à frente da área responsável pelo Facebook Messenger.


DE OLHO NO AMANHÃ
TECNOLOGIA E DISRUPÇÃO POR UM MUNDO MELHOR

Segundo estudo da McKinsey, em breve as máquinas poderão acabar com algumas carreiras e servir como auxilio em outras. Confira no podcast da VEJA quais são as chances de que você possa vir a ser substituído por um robô. 

A 'optogenética', ferramenta de controle mental mais inteligente da neurociência, acaba de receber uma grande atualização: hologramas! Eles agora começam a programar atividade cerebral. Entenda mais no artigo do Singularity Hub. (em inglês) 



Quinze|em|10  -  edição 26/abr

Quinze|em|10 - edição 26/abr

Quinze|em|10 é a curadoria de marketing, comunicação e inovação da Bowler. Os melhores conteúdos da quinzena para ler em apenas 10 minutos. Para recebê-la em seu e-mail, inscreva-se aqui.

EDIÇÃO DE 26 DE ABRIL DE 2018


COMUNICAÇÃO E MARKETING
NOVIDADES, CASES E LEITURAS DE INTERESSE

Estudo revela que marcas com alto senso de propósito crescem duas vezes mais rápido. Entre os líderes de marketing, 76% afirmam que trabalham em empresas com propósito definido, mas apenas 10% percebem um plano de ação relevante sustentando o discurso corporativo. As informações são do report "Inspiring Purpose-Led Growth", organizado pela Kantar Consulting. (em inglês) 

Marcas, editores e influenciadores estão usando o Instagram Stories para direcionar tráfego para suas próprias plataformas, de forma a reconquistar a 'propriedade' de suas audiências, ameaçada pela última atualização nos algoritmos do Facebook e suas marcas. (em inglês) 

Especialista global organiza "Guia de monitoramento de mídia", com dicas e sugestões para a mensuração e análise dos resultados de PR de marcas, concorrentes e setor. (em inglês) 

Rede social dirigida aos líderes do setor publicitário se apresenta ao mercado. ‘Os Cabeças’ é o nome da plataforma de networking desenvolvida pela HBO, que conta também com desdobramentos no offline, com workshops e debates presenciais. 

6 elementos que podem somar à sua estratégia de redes sociais: bots no Messenger, uso de vídeo e video covers, anúncios pagos, Instagram Stories e reaproveitamento de conteúdo. Leia as dicas no site do SocialMediaToday. (em inglês) 


REALIDADE DIGITAL-FIRST
INOVAÇÃO, NEGÓCIOS E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

A consolidação do e-commerce B2B no Brasil: ainda há muito a crescer, mas o modelo já deixa de ser visto como 'tendência futura' e as grandes redes desembarcam com tudo no comércio eletrônico. Confira o texto completo do portal Proxxima.

Depois de anunciar o melhor trimestre em números de assinantes da sua história, Netflix vai levantar US$1,5 bilhão para investir em novos conteúdos e aquisições. A gigante de mídia é hoje a quinta empresa que mais investiu no mercado de entretenimento em 2017, e a primeira do ranking entre os serviços de streaming.


DE OLHO NO AMANHÃ
TECNOLOGIA E DISRUPÇÃO POR UM MUNDO MELHOR

MIT cria uma interface sem voz que pode ler palavras na sua cabeça. Engenheiros têm trabalhado em vários tipos de interfaces cérebro-máquina para levar essa integração um passo adiante. (em inglês) 

Amazon tem plano ambicioso de construir robôs domésticos. A empresa espera começar a testar os robôs nas casas dos funcionários até o fim deste ano. Confira o vídeo da Bloomberg Technology. (em inglês) 

Já pensou em interagir com um robô muito parecido com o ser humano? Conheça Fred, um robô ultra-realista criado em Londres pelo streaming Now TV para promover a série WestWorld.



Quinze|em|10  -  edição 11/abr

Quinze|em|10 - edição 11/abr

Quinze|em|10 é a curadoria de marketing, comunicação e inovação da Bowler. Os melhores conteúdos da quinzena para ler em apenas 10 minutos. Para recebê-la em seu e-mail, inscreva-se aqui.

EDIÇÃO DE 11 DE ABRIL DE 2018


COMUNICAÇÃO E MARKETING
NOVIDADES, CASES E LEITURAS DE INTERESSE

Conheça 75 tendências tecnológicas importantes que todos os que trabalham no ecossistema de notícias deveriam seguir. O estudo é organizado pelo Future Today Institute, e o link traz a análise do portal da Aberje.

Novidade no Linkedin: anúncios em vídeo finalmente chegam à rede. Sponsored Video, é o nome da ferramenta, que permite segmentar a audiência.

Coca-Cola está repensando a forma como seleciona as empresas de RP com as quais trabalha. Confira o artigo do The Holmes Report. (em inglês) 

Pesquisa anual da PwC revela que o brasileiro pretende realizar mais compras via mobile em 2018. O estudo mostra que os consumidores estão mais otimistas em relação aos gastos pessoais e esperam aumentar as compras nos próximos meses.

Digiday destaca 5 gráficos que vão ajudar a entender as mudanças no marketing de influência. (em inglês) 


REALIDADE DIGITAL-FIRST
INOVAÇÃO, NEGÓCIOS E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

O sistema de pagamento móvel da Apple chega ao Brasil. O aguardado Apple Pay pode ser utilizado para pagar contas em lojas físicas, lojas digitais ou em aplicativos.

As mulheres respondem por quase metade das principais funções de marketing em grandes empresas dos EUA, de acordo com relatório divulgado pela Association of National Advertisers.

Pesquisadores suíços acreditam que o bitcoin perderá mais de um terço do seu valor neste ano. O motivo parece ser o declínio na taxa de crescimento de usuários ativos.

Spotify é a sétima empresa de tecnologia mais valiosa a se tornar pública na bolsa de valores norte-americana, seguindo de perto o Google e pouco à frente do Twitter. O pódio fica com Alibaba, Facebook e Palm. Confira o ranking completo no link. (em inglês) 

INDICAÇÃO BOWLER: conheça os conteúdos da CB Insights, consultoria que analisa dados sobre empresas em setores emergentes e traz informações importantes sobre inovação, disrupção nos negócios e movimentos de M&A. Para assinar o boletim sem nenhum custo, clique AQUI.


DE OLHO NO AMANHÃ
TECNOLOGIA E DISRUPÇÃO POR UM MUNDO MELHOR

O 'Think with Google' traz uma análise sobre o futuro orientado por dados no mundo corporativo. Leia esse artigo e descubra se a sua empresa está pronta para esta realidade.

Avanços em mobile – Apple vem trabalhando em controles e gestos touchless e na tela curvada do iPhone. (em inglês) 

bowler.png


Quinze|em|10  -  edição 22/mar

Quinze|em|10 - edição 22/mar

Quinze|em|10 é a curadoria de marketing, comunicação e inovação da Bowler. Os melhores conteúdos da quinzena para ler em apenas 10 minutos. Para recebê-la em seu e-mail, inscreva-se aqui.

EDIÇÃO DE 22 DE MARÇO DE 2018


COMUNICAÇÃO E MARKETING
NOVIDADES, CASES E LEITURAS DE INTERESSE

 

"A população mais velha continua invisível aos olhos do mercado publicitário. Poucas campanhas são direcionadas ao target, que tem dinheiro e tempo para gastar." Leia mais na análise do PropMark sobre o a relação da publicidade com o mercado de pessoas com mais de 50 anos, que movimenta R$ 1,6 trilhão.

Realizar promoções e concursos no Facebook é sempre um desafio, até porque as regras mudaram com velocidade. Para ajudar, separamos este infográfico em que são listadas as regras mais importantes (e mais recentes) para executar com tranquilidade concursos dentro do Facebook(em inglês)

Um estudo conduzido pelo MIT confirmou a triste verdade: as chamadas ‘fake news’ circulam 70% a mais pela internet do que as notícias verdadeirasEntenda os motivos, o papel da política no estudo e a participação de robôs.


REALIDADE DIGITAL-FIRST
INOVAÇÃO, NEGÓCIOS E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL 

 

De acordo com o Financial Stability Board, órgão criado pelo G20, as moedas virtuais ainda não representam risco real para o sistema financeiromas esse quadro pode mudar quando elas estiverem mais integradas e interconectadas ao sistema.

Crise no Facebook: ações da empresa caíram mais de 7% em função do escândalo envolvendo a consultoria Cambridge Analytica, que utilizou informações de perfis em campanhas políticas.

De acordo com um relatório divulgado pela Bloomberg, a Apple está secretamente desenvolvendo suas próprias telas pela primeira vez, com investimento na produção de displays Micro-LED na Califórnia. (em inglês) 

Apple Music chega aos 38 milhões de assinantes. O número revela um crescimento de 2 milhões de novos usuários em apenas um mês. O Spotify, líder do ranking, fechou 2017 com 71 milhões de assinantes.


DE OLHO NO AMANHÃ
TECNOLOGIA E DISRUPÇÃO POR UM MUNDO MELHOR

 

Inteligência Artificial virou buzzword em todo círculo de 'antenados'. Mas quando falamos dela, estamos todos querendo dizer a mesma coisa? Confira a discussão sobre o conceito real que está por trás da inteligência artificial. (em inglês)

- E falando nela... Google vem investindo em Inteligência Artificial. Na última semana, a empresa anunciou que irá utilizar AI para melhorar buscas na ferramenta Drive.

Novas tecnologias possibilitarão mudanças na forma de pagamentosTransações por aproximação e compras por aplicativos de mensagem devem acontecer ainda nesse ano.



Quinze|em|10  -  edição 07/mar

Quinze|em|10 - edição 07/mar

Quinze|em|10 é a curadoria de marketing, comunicação e inovação da Bowler. Os melhores conteúdos da quinzena para ler em apenas 10 minutos. Para recebê-la em seu e-mail, inscreva-se aqui.

EDIÇÃO DE 7 DE MARÇO DE 2018


COMUNICAÇÃO E MARKETING
NOVIDADES, CASES E LEITURAS DE INTERESSE

 

O Snapchat teve seu app remodelado em fevereiro e muitos usuários vêm se mostrando descontentes com as novidades. O novo layout da rede parece tornar mais difícil encontrar amigos. Descubra os motivos pelos quais o Snapchat não vai ouvir reclamações sobre o tema. (em inglês)

Nova funcionalidade do Twitter permite salvar tweets. Os posts selecionados são agrupados em uma só lista, de forma privada, sem que os seguidores fiquem sabendo o que foi salvo. A novidade começou a ser testada no final de 2017.

O site Social Media Today destacou os cases das empresas Airbnb, Charmin e DirecTV, que promovem suas culturas por meio de conteúdos de mídia social e storytelling. Confira o artigo completo. (em inglês)

O aplicativo WhatsApp para Android vai, finalmente, ganhar o modo de gravação de mensagens de voz que já existe no iOS. Aprenda como será a sua utilização divulgada pelo WABetaInfo. (em inglês)


REALIDADE DIGITAL-FIRST
INOVAÇÃO, NEGÓCIOS E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL 

Netflix se supera e ganha o primeiro Oscar da sua história. A plataforma de streaminge de conteúdo recebeu o prêmio com “Icarus”, na categoria Melhor Documentário.

Ação do Nubank viraliza na internet depois que a avó de um cliente jogou o cartão no lixo. A empresa é conhecida por descomplicar processos bancários e aposta no relacionamento humanizado.


DE OLHO NO AMANHÃ
TECNOLOGIA E DISRUPÇÃO POR UM MUNDO MELHOR

A Inteligência Artificial faz parte da ‘nova internet’. Tudo aponta que em breve não haverá conexão fora da mobilidade e não haverá internet sem AI. Leia mais no artigo de Pyr Marcondes no M&M.

[VÍDEO] Como a tecnologia evoluiu ao longo do tempo? Entenda no vídeo do Tech-x-planations para o Singularity Hub. (em inglês)



Quinze|em|10  -  edição 31/jan

Quinze|em|10 - edição 31/jan

Quinze|em|10 é a curadoria de marketing, comunicação e inovação da Bowler. Os melhores conteúdos da quinzena para ler em apenas 10 minutos. Para recebê-la em seu e-mail, inscreva-se aqui.

EDIÇÃO DE 31 DE JANEIRO DE 2018


COMUNICAÇÃO E MARKETING
NOVIDADES, CASES E LEITURAS DE INTERESSE

Facebook divulga seus princípios de privacidade, resumidos em 7 frases e uma série de vídeos educativos. A gigante apresentou um guia para os usuários usarem da melhor forma as configurações. (em inglês)

Twitter passa a destacar o que é mais atrativo em imagens. Com a ajuda da tecnologiamachine learning, agora será possível saber qual parte da sua foto é mais interessante antes de ser postada. A ferramenta é uma evolução do reconhecimento facial usado para cortar rostos nas imagens.

Novidade no TED. A organização lança uma webserie intitulada: “Small Thing, Big Idea: Designs That Changed the World”. Os episódios serão lançados às terças-feiras no Facebook e o foco será na concepção de produtos. Os dois primeiros episódios estão disponíveis online. (em inglês)

Anúncios repetitivos nunca maisGoogle permite bloqueio de anúncios já adquiridos ou pesquisados. Para ativar a função, o usuário deve entrar nas configurações e definir quais parceiros do Google serão ignorados ou silenciados.


REALIDADE DIGITAL-FIRST
INOVAÇÃO, NEGÓCIOS E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL 

Facebook expande ainda mais suas operações com a aquisição da Confirm, empresa de software especializada em autenticar cartões de identificação emitidos pelo governo norte-americano. Essa medida é importante, pois ajuda a conhecer os compradores de anúncios.

Apple investirá em projeto de saúde. A empresa planeja que seu iPhone guarde mais do que fotos ou aplicativos com a criação do Health Records, que permitirá ao usuário arquivar todo seu histórico e informações médicas. (em inglês)

O combate incansável para acabar com as fake newscomunicadores e comerciantes de todas as esferas precisam estar em alerta para que não haja a propagação de notícias falsas e matérias enganosas ou manipulativas. (em inglês)


DE OLHO NO AMANHÃ
TECNOLOGIA E DISRUPÇÃO POR UM MUNDO MELHOR

Confira os primeiros passos para uma geração de câmeras que mudará a maneira como lidamos com as imagens. Em um futuro próximo, elas poderão captar imagens até através das paredes. (em inglês)

Oportunidades de trabalho e futuro. Quais as indústrias mais emocionantes e os trabalhos do futuro? Confira no artigo do Singularity Hub (em inglês)



Quinze|em|10  -  edição 18/dez

Quinze|em|10 - edição 18/dez

Quinze|em|10 é a curadoria de marketing, comunicação e inovação da Bowler. Os melhores conteúdos da quinzena para ler em apenas 10 minutos. Para recebê-la em seu e-mail, inscreva-se aqui. Agradecemos pela audiência em 2017, a Quinze|em|10 volta em janeiro de 2018!

EDIÇÃO DE 18 DE DEZEMBRO DE 2017


COMUNICAÇÃO E MARKETING
NOVIDADES, CASES E LEITURAS DE INTERESSE

Mais do mesmo? YouTube incorpora novos recursos, mas fica parecido com Facebook e Instagram. Agora é possível publicar textos, imagens e GIFs em uma linha do tempo.

Siga hashtags! A partir de agora, os usuários poderão adicionar hashtags relacionados aos seus temas favoritos na sua lista de seguidores ao lado das marcas, Instacelebs e amigos que já inundam a rede com conteúdo. (em inglês)

Os influenciadores digitais são a pauta do momento. Mas você já parou para pensar sobre os mitos e verdades que rondam esse assunto? Veja na matéria da Adnews.

O que vai bombar em 2018? Agora é a vez do Pinterest divulgar uma lista com diferentes tendências, desenvolvida com base no que os usuários estão procurando e salvando em categorias como viagens, decoração, comida e bem-estar.


REALIDADE DIGITAL-FIRST
INOVAÇÃO, NEGÓCIOS E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL 

O Apple Pay pode estar mais perto do que imaginamos. Ao que tudo indica, a Apple está perto de lançar seu serviço de pagamento móvel no Brasil.

Netflix divulga o balanço do ano de 2017 e resultado é surpreendente: foram exibidas 140 milhões de horas por dia. Confira no link alguns destaques: as séries mais 'devoradas' e mais 'saboreadas' no Brasil, bem como aquelas que uniram os brasileiros e as que foram 'traídas' por nós em 2017.

Propaganda online registra salto importante no 3o tri. De acordo com o Forrester, a taxa de crescimento ano a ano manteve-se estável nos últimos seis trimestres, mas teve destaque especial neste quarterGoogle foi o campeão de gastos com anúncios online enquanto a Snap teve um desempenho desapontante. (em inglês)


DE OLHO NO AMANHÃ
TECNOLOGIA E DISRUPÇÃO POR UM MUNDO MELHOR

2019 promete: vem aí um supercarro elétrico produzido pela Aston Martin, o RapidE, que terá apenas 155 unidades comercializadas. O CEO da fabricante britânica de automóveis diz que será melhor do que qualquer coisa que a Tesla tem para oferecer(em inglês)

A visão clássica de um robô com um corpo mecânico e um 'cérebro' central que controla seu comportamento já está com os dias contados. Os autores de um recente artigo publicado na Science Robotics argumentam que os futuros robôs terão inteligência distribuída em seus corpos(em inglês)



Quinze|em|10  -  edição 1/dez

Quinze|em|10 - edição 1/dez

Quinze|em|10 é a curadoria de marketing, comunicação e inovação da Bowler. Os melhores conteúdos da quinzena para ler em apenas 10 minutos. Para recebê-la em seu e-mail, inscreva-se aqui.

EDIÇÃO DE 1º DE DEZEMBRO DE 2017


COMUNICAÇÃO E MARKETING
NOVIDADES, CASES E LEITURAS DE INTERESSE

O recém-lançado recurso de enquetes do Facebook tinha bug que permitia que hackers apagassem qualquer imagem postada na rede social. 

A Black Friday movimentou o Twitter. Os termos e as hashtags relacionados ao tema somaram um volume total de 1.982.019 mensagens e um potencial alcance de 27.5 bilhões entre 20 e 26 de novembro. (em inglês)

O Snapchat sofreu um dramático redesenho, e passa a dividir os aspectos sociais e de mídia em dois feeds separados. A abordagem da Snap Inc. adota os métodos orientados por algoritmos de outras empresas de tecnologia como Google e o Facebook. (em inglês)

Estranho ou divertido? Facebook está trabalhando em uma nova maneira para animar automaticamente sua imagem de perfil(em inglês)


REALIDADE DIGITAL-FIRST
INOVAÇÃO, NEGÓCIOS E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL 

Marcas boicotam o Youtube mais uma vez pela exibição de seus vídeos em conteúdo impróprio para o público infantil. Este é o segundo grande boicote à plataforma e ao Google partindo da mesma questão. Diante de novas denúncias, várias empresas, comoMars, HP e Mondelez, pressionam a plataforma para que revise novamente suas ferramentas de segurança.

Estudo da Chainalysis, diz que quase 4 milhões de Bitcoins estão perdidos para sempre. Entenda no texto da Fortune (em inglês)

Novidades no Whatsapp: atualização facilita a gravação de áudios e reprodução de vídeos pelo Youtube. Agora fica mais simples de enviar aúdios longos.


DE OLHO NO AMANHÃ
TECNOLOGIA E DISRUPÇÃO POR UM MUNDO MELHOR

Desde sempre, os melhores storytellers procuram reações em suas audiências- sorrisos, sinais de admiração ou tédio - para ajustarem sua narrativa ou atuação. Agora, o desenvolvimento de conteúdos reativos, viabilizados pela tecnologia, vai conseguir traduzir com detalhes aquilo que tenha significado para o espectador. (em inglês)

[VÍDEO] Assista ao vídeo do Singularity Hub e descubra a rapidez com que a tecnologia se desenvolve: 9 animais robôs construídos a partir dos segredos mais bem guardados da natureza. (em inglês)



Quinze|em|10  -  edição 14/nov

Quinze|em|10 - edição 14/nov

Quinze|em|10 é a curadoria de marketing, comunicação e inovação da Bowler. Os melhores conteúdos da quinzena para ler em apenas 10 minutos. Para recebê-la em seu e-mail, inscreva-se aqui.

EDIÇÃO DE 14 DE NOVEMBRO DE 2017


COMUNICAÇÃO E MARKETING
NOVIDADES, CASES E LEITURAS DE INTERESSE

Planejando marketing para o ano que vem? O Social Media Today aponta 3 tendências de marketing em mídias sociais para 2018. Os custos de social advertising devem subir, o vídeo se consolidará no palco principal e o marketing por meio de influenciadores manterá sua popularidade. (em inglês)

As fake news vêm ganhando força na web e detonando a reputação das mídias sociais e plataformas de notícias digitais. Confira os impactos e desdobramentos na análise do Marketing Dive. (em inglês)

O Facebook está sempre lançando novidades em seus serviços. Confira aqui 4 novidades da gigante das redes sociais que você provavelmente ainda não conhece.


REALIDADE DIGITAL-FIRST
INOVAÇÃO, NEGÓCIOS E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL 

[INFOGRÁFICO] A ascensão de um novo LinkedIn? A mais importante rede social profissional do mundo divide opiniões quanto a sua eficácia, mas este infográfico ressalta as conquistas e a evolução da rede nos últimos anos. (em inglês)

Será o fim do Snapchat? As incertezas rondam a Snap, que desmentiu os boatos sobre o fim do app. A empresa alega que pretende remodelar o aplicativo para que seja melhor utilizado.

O Facebook está competindo com todos. A rede social vem trabalhando em um novo aplicativo para encontrar locais e eventos, que concorre diretamente com o Foursquare e a Yelp, e revelou um novo serviço do Messenger que pode incorporar o chat online diretamente nos sites das marcas. (em inglês)


DE OLHO NO AMANHÃ
TECNOLOGIA E DISRUPÇÃO POR UM MUNDO MELHOR

[VÍDEO] Uber pretende lançar carros voadores em 2020. A empresa anunciou a incrível novidade que parece que ter saído diretamente de um episódio dos Jetsons. (em inglês)

[VÍDEO] Como a tecnologia vem evoluindo no decorrer do tempo? Entenda nesse episódio do Tech-x-planations e se aprofunde no potencial incrível da Inteligência Artificial. (em inglês)

Barry Pellas, tecnólogo chefe de negócios da PointSource, oferece três razões pelas quais a cultura corporativa está deixando a tecnologia estagnada nas empresas e formas interessantes para mudar as atitudes dos trabalhadores.



Quinze|em|10  -  edição 1/nov

Quinze|em|10 - edição 1/nov

Quinze|em|10 é a curadoria de marketing, comunicação e inovação da Bowler. Os melhores conteúdos da quinzena para ler em apenas 10 minutos. Para recebê-la em seu e-mail, inscreva-se aqui.

EDIÇÃO DE 1 DE NOVEMBRO DE 2017


COMUNICAÇÃO E MARKETING
NOVIDADES, CASES E LEITURAS DE INTERESSE

"A maior queda no alcance orgânico do Facebook que já vimos". Assim vem repercutindo um teste conduzido pela rede social em 6 países, em que todas as postagens por páginas são movidas do feed de notícias para a nova aba 'explorar'. Trata-se de um teste pequeno, mas que gerou alarde. (em inglês)

Adeus aos dark posts. O Facebook comunicou uma funcionalidade que permite que todos os anúncios sejam visualizados por qualquer usuário. A iniciativa é parte de de um movimento que busca reforçar os padrões de transparência da empresa.

O Facebook for Business criou uma 'Central de Natal' que reúne informações valiosas para que as marcas tirem o melhor proveito do fim de ano na rede. Confira no link as tendências para o Natal 2017. (em inglês) 


REALIDADE DIGITAL-FIRST
INOVAÇÃO, NEGÓCIOS E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL 

Novidade para os millennials: Uber lança seu primeiro cartão de crédito e eles pensaram em mimos que os jovens desejam. Claro que parcerias com os populares Spotify, Netflix e Amazon Prime não estariam de fora. (em inglês)

A GotChosen - empresa americana de tecnologia para publicidade online, cria opção para que os publishers não fiquem reféns das redes sociais.

O Youtube TV está se tornando disponível em TVs reais com o lançamento de aplicativos dedicados para TVs inteligentes, dispositivos de streaming e consoles de jogos. (em inglês)


DE OLHO NO AMANHÃ
TECNOLOGIA E DISRUPÇÃO POR UM MUNDO MELHOR

[VÍDEO] "Estamos construindo uma distopia de inteligência artificial, um clique de cada vez", diz a tecno-socióloga Zeynep Tufekci. No vídeo, ela detalha como os mesmos algoritmos que empresas como Facebook, Google e Amazon usam para nos fazer clicar em anúncios também são usados para organizar nosso acesso a informações políticas e sociais. (em inglês)

A gigante Amazon está silenciosamente construindo robôs dignos dos filmes de ficção científica, peça a peça. Essa tecnologia poderá mudar o mundo para sempre. Entenda como no texto do Singularity Hub. (em inglês)

Pensamento focado em eventos caracteriza os negócios digitais, aponta o analista Gartner. Ao analisar o uso de Data & Analytics para explorar os momentos de negócio e conduzir uma melhor tomada de decisões, Gartner recomenda focar em duas áreas. Descubra quais são.

Quinze|em|10  -  edição 19/out

Quinze|em|10 - edição 19/out

Quinze|em|10 é a curadoria de marketing, comunicação e inovação da Bowler. Os melhores conteúdos da quinzena para ler em apenas 10 minutos. Para recebê-la em seu e-mail, inscreva-se aqui.

EDIÇÃO DE 19 DE OUTUBRO DE 2017


COMUNICAÇÃO E MARKETING
NOVIDADES, CASES E LEITURAS DE INTERESSE

Essas 6 recentes campanhas trazem grandes insights e tendências de marketing. As marcas estão apostando na fusão das experiências digitais com do mundo real, e também nos formatos que exigem intervalos menores de atenção dos consumidores, como vídeos extra-curtos e GIFs. (em inglês) 

O LinkedIn vem tentando correr atrás do prejuízo, mas o Facebook não quer deixar barato e está testando um recurso que permite aos usuários compartilharem suas experiências de trabalho com seus amigos. (em inglês)

[INFOGRÁFICO]  Qual formato de conteúdo gera mais engajamento no Facebook - fotos, links ou vídeos? E como se comportam os likes, compartilhamentos e comentários em cada formato? Esse infográfico da Ad Week, feito a partir de 18.000 postagens de 30 marcas traz essas e outras informações. 

Novidade no Google fotos: Agora é possível reconhecer imagens dos animais de estimação e agrupar automaticamente. 


REALIDADE DIGITAL-FIRST
INOVAÇÃO, NEGÓCIOS E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL 

Anunciantes estão furiosos com a Apple. A empresa atualizou seu navegador Safari e incluiu restrições que dificultam o 'tracking' dos usuários, impedindo que eles sejam 'seguidos' pelas marcas por mais de 24 horas. Um grande impacto para quem aposta na mídia programática. (em inglês)

Treinamento como ferramenta de venda? A Amazon acredita que sim. Para reforçar suas estratégias de ampliação dos negócios de publicidade, a gigante do varejo digital (e de cada vez mais segmentos) criou seu 'E-commerce Training Academy', mirando os compradores de mídia. (em inglês)

Motorola inaugura a 'Casa Hello Cidades', seu novo espaço cultural em São Paulo. Lá é possível participar de palestras e workshops sobre conteúdo digital, fotografia e música. O espaço ficará aberto até 18 de novembro, e o acesso é gratuito.


DE OLHO NO AMANHÃ
TECNOLOGIA E DISRUPÇÃO POR UM MUNDO MELHOR

[VÍDEO]  É hora do homem retornar a lua? O Singularity Hub listou 3 boas razões pelas quais isso deveria acontecer em breve. Assista a mais um capítulo do Tech-x-planations e descubra quais são. (em inglês)

[PODCAST] Já parou para pensar sobre o 'lado humano' da tecnologia que você consome? Blake Barnes, diretor do Instagram, discute nesse podcast como o perfil das pessoas envolvidas na construção das tecnologias, as formas como colaboram em times e a cultura das empresas 'tech' influenciam os produtos que são desenvolvidos. (em inglês)

Momento reflexão: como a tecnologia está transformando a forma com que ensinamos e aprendemos? As salas de aula digitais, a colaboração global online a aprendizagem personalizada são apenas o começo. Para onde essas tendências de 'EdTech' levarão? (em inglês)

Quinze|em|10  -  edição 5/out

Quinze|em|10 - edição 5/out

Quinze|em|10 é a curadoria de marketing, comunicação e inovação da Bowler. Os melhores conteúdos da quinzena para ler em apenas 10 minutos. Para recebê-la em seu e-mail, inscreva-se aqui.

EDIÇÃO DE 5 DE OUTUBRO DE 2017


COMUNICAÇÃO E MARKETING
NOVIDADES, CASES E LEITURAS DE INTERESSE

Eles são a bola da vez quando se fala em estratégias de comunicação abrangentes e autênticas. O poder dos micro-influenciadores já começa a ser descoberto pelas marcas, e este infográfico explora os principais dados sobre esta nova categoria de influenciadores.

O Twitter anunciou que está testando o novo limite de 280 caracteres. Foi observado que quando há mais caracteres para serem utilizados as pessoas tendem a tweetar mais. A repercussão (com direito aos memes sobre o tema) está aqui. (em inglês).

Ninguém questiona a importância do Facebook como canal, mas os grandes publishers de notícias começam a dirigir atenção para outras plataformas, como Google e Apple News. O objetivo é diversificar e aproveitar os formatos nativos de outras redes, como Instagram e Snapchat. (em inglês).

Em seu 4º ano, a pesquisa “Video Viewers” traz 5 insights para entender a fundo o comportamento do brasileiro quando o assunto é assistir a vídeos. Alguns destaques: 86% assistem vídeos na Internet, 99% via Youtube (crescimento de 32%). São 38 horas por semana, em média, de conteúdo audiovisual consumido, e a distância entre TV e digital vem diminuindo.

Uma nova solução para questão antiga: Facebook anunciou ferramenta para que os anunciantes possam medir o impacto de suas campanhas publicitárias tanto na rede social como na TV, e entender qual o impacto das duas quando usadas em conjunto. (em inglês)


REALIDADE DIGITAL-FIRST
INOVAÇÃO, NEGÓCIOS E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL 

As holdings WPP e Publicis estão com seu futuro como empresas independentes em perigo, disse Jerome Bodin, analista da Nexis. Ele aponta que existe a possibilidade de uma fusão entre os grupos, mas que o cenário mais provável é de aquisição por alguém como Accenture ou Capgemini. (em inglês)

A Amazon começará a aceitar bitcoins? De acordo com especulações do The James Altucher Report, a empresa pode anunciar a novidade muito em breve, durante sua conferência de ganhos. (em inglês)

O número de contratos firmados no Brasil entre grandes empresas e startups aumentou em 194% durante os meses de julho de 2016 e julho de 2017. O estudo é do 100 Open Startups, movimento de apoio ao empreendedorismo.


DE OLHO NO AMANHÃ
TECNOLOGIA E DISRUPÇÃO POR UM MUNDO MELHOR

A privacidade sobreviverá ao futuro? Proteger as nossas informações será cada vez mais desafiador à medida que experimentamos o surgimento de tecnologias como a realidade virtual, a Internet das coisas, as interfaces cérebro-máquina entre outras. (em inglês)

Jaguar inova e apresenta carro-conceito futurista com a visão da marca para 2040. O Future-Type será exibido no Tech Fest da Jaguar Land Rover, que acontece em Londres.

Já pensou em fazer uma viagem longa em pouco tempo? Elon Musk, fundador do SpaceX pretende fazer vôos de foguete encurtando viagens de longas horas de um continente para outro para menos de 60 minutos.

Quinze|em|10  -  edição 19/set

Quinze|em|10 - edição 19/set

Quinze|em|10 é a curadoria de marketing, comunicação e inovação da Bowler. Os melhores conteúdos da quinzena para ler em apenas 10 minutos. Para recebê-la em seu e-mail, inscreva-se aqui.

EDIÇÃO DE 19 DE SETEMBRO DE 2017


COMUNICAÇÃO E MARKETING
NOVIDADES, CASES E LEITURAS DE INTERESSE

O Instagram Stories, utilizado por mais de 250 milhões de pessoas em todo o mundo, apresenta uma atualização importante que permitirá que as marcas aproveitem os recursos da câmera - como filtros de rosto, boomerangs e outros - para criar conteúdo e ser utilizado como anúncio. (em inglês)

Confira os padrões e diretrizes que ajudarão você a ganhar dinheiro com o seu conteúdo no Facebook. Informações direto do Nick Grudin, VP of Media Partnerships. (em inglês)

Snap procura um head de ‘brand integration’ para trabalhar em conjunto com a equipe de conteúdo da Snapchat e com os anunciantes com objetivo de inserir as marcas no Snapchat Discover. (em inglês)

Área de Live Marketing tem mais mulheres. É o que diz a pesquisa da Associação de Marketing Promocional (Ampro), realizada com 754 pessoas do mercado de agências do Brasil.


REALIDADE DIGITAL-FIRST
INOVAÇÃO, NEGÓCIOS E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL 

De acordo com report da Bloomberg, a Alphabet, ‘empresa mãe’ do Google estaria considerando fazer um investimento milionário na empresa Lyft. O investimento na concorrente da Uber poderá chegar à US$ 1 bilhão. (em inglês)

O valor de todas as moedas digitais já caiu quase 50% no mês de setembro, de US$ 178 bilhões para US$ 98 bilhões. A incerteza no mercado da China, que segue com a proibição da operação das exchanges de criptomoedas no país, motiva a importante queda.

A inovação acontece a todo momento e as empresas precisam se adequar para continuarem no páreo. Conheça 7 gigantes empresariais que morreram por não inovar.


DE OLHO NO AMANHÃ
TECNOLOGIA E DISRUPÇÃO POR UM MUNDO MELHOR

Lar doce lar 2.0. Em um futuro próximo, nossas casas evoluirão do conceito de ‘smart homes’, para casas conectadas, até atingirem o status de casas inteligentes – quando poderão cuidar de nós. Confira a análise no artigo da Singularity Hub. (em inglês)

Um grande futuro pode estar nas mãos da China: país lança plano para se tornar líder mundial na inteligência artificial (AI) até 2030 e pretende criar mercado de US$ 150bi.

Facebook contratou a especialista em inteligência artificial Joelle Pineau para trabalhar no laboratório de Montreal, no Canadá. O tema ganhou a atenção do mundo corporativo, à medida que empresas de saúde e financeiras buscam algoritmos para encontrar padrões que as ajudem a resolver problemas.

Inbound Marketing: ficção ou realidade?

Inbound Marketing: ficção ou realidade?

Artigo da Managing partner da Bowler Maria Claudia Bacci, publicado originalmente na Aberje em 17/05/2017.

Inbound Marketing não é algo novo. Ele estourou nos Estados Unidos em 2009, com o termo tendo sido usado por Brian Halligan, cofundador da Hubspot, e chegou alguns anos depois ao Brasil. Só que ele acabou sendo sistematizado, embalado, vendido como produto de prateleira, como se fosse “o salvador da pátria”. Na minha opinião, do jeito que está, precisa ser revisto.

Isso requer um formato capaz de provocar mudanças mais disruptivas, induzindo à transformação. Usar a força do novo para interferir negócios.

Consumidor is the new boss

 A jornada do consumidor mudou radicalmente. Há infinitas possibilidades de escolha em muito pouco tempo. Fazer buscas na web antes de comprar algum produto ou serviço virou procedimento banal. Muitos consumidores, principalmente os jovens, ignoram anúncios. Eles querem consumir vídeos cada vez mais curtos e desejam se comunicar com empresas da maneira que eles querem e no timing deles, com conteúdo que tenha significado e relevância para suas vidas.

O consumidor está no comando do que acessar na internet. Por isso, não adianta querer empurrar goela abaixo seu produto, seu e-book, seu infográfico maravilhoso. O conteúdo tem que ressoar nas pessoas. Isso deve ser levado em consideração na elaboração da estratégia digital. Do contrário, não é sustentável, ao menos no médio e longo prazo.

O número de smartphones em uso no Brasil vai igualar o de habitantes em outubro, segundo projeção da Fundação Getúlio Vargas (FGV).  Atualmente, o número está em 198 milhões. Nos próximos dois anos, o total poderá chegar a 236 milhões.

Suas estratégias de Inbound Marketing levam em consideração o acesso via mobile? A agência que você contratou realmente acredita que os e-books vão continuar agradando? Seu conteúdo e seu visual são atrativos?  Já não está cansativo e irrelevante? E a qualidade da entrega? Na enxurrada de envio do material com o desejo de conquistar o tão famigerado e-mail para gerar leads, as pessoas retêm quem enviou? De que forma você se diferencia das inúmeras empresas que usam exatamente a mesma estratégia de Inbound? Será que não ficou mais do mesmo?

“O cliente tem muito mais escolhas do que antigamente e muito menos tempo. O lógico a fazer é ignorar coisas.”, diz Seth Godin. Com tantas variantes complexas, não vai ser um produto pré-moldado, sem estar customizado ao seu negócio que irá dar certo. Muitas agências dizem que vendem Inbound Marketing e clientes acham que adquirem isso.

O que as empresas e marcas têm de fazer é criar relacionamento, engajamento e gerar valor. Isso deve estar presente nas quatro fases da metodologia do Inbound: atrair-converter-fechar-encantar. Para sustentar uma relação é importante que a marca saiba se conectar com as pessoas, ter repertório, e um mix de conteúdo que seja capaz de falar sem cansar o consumidor. Tem que surpreender.

Confesso que ando cansada da infinidade das diversas táticas indistintas de Inbound a que estamos submetidos. Está muito mais amparada na lógica do que a empresa quer falar do que naquilo que o consumidor quer ouvir. E você? O que pensa disso tudo?

*Imagem: reprodução Aberje

CEO, cuidado: na realidade digital-first o consumidor quer a sua cadeira

CEO, cuidado: na realidade digital-first o consumidor quer a sua cadeira

Artigo do sócio da Bowler, Eduardo Severi, publicado originalmente no ProXXima em 09/11/2016.

As empresas precisam ficar atentas ao modo de se comunicar e se relacionar, de integrar operações e dirigir os negócios

A economia digital apresentou os modelos colaborativos, detonou as intermediações, e vem viabilizando inovações como a internet das coisas, realidade aumentada, wearables e a inteligência artificial. Não é fácil acompanhar todas as tendências que estão construindo uma realidade que gira em torno de interações digitais, sem preterir os pontos de contato do mundo real.

O que se sabe é que os novos costumes digitais colocaram o consumidor na cadeira de piloto (agora, de fato) e estão transformando a realidade das empresas. De quebra, estão ajudando a construir um mundo em que as marcas têm um papel muito mais alinhado ao que nós – internautas, profissionais, consumidores, cidadãos – acreditamos funcionar melhor. Essa é a realidade digital-first.

Mas o que muda nas empresas quando a primeira coisa que olhamos pela manhã e última à noite é um dispositivo conectado?

1. Mudou o jeito de se comunicar e se relacionar: o consumidor quer ler sobre o que ele quer ler, não sobre o que sua marca quer falar.

A constatação mais evidente, já percebida por boa parte das empresas, é de que elas precisam encontrar a zona comum entre o que é interesse do consumidor e o que é importante para seu negócio. E precisam entregar narrativas sólidas, criativas e consistentes no tempo, que façam sentido com a personalidade da marca e demonstrem que há um propósito na comunicação. Com essa lógica, os modelos ‘intrusivos’ de se fazer marketing – aqueles que nos ‘incomodam’ mais do que atraem atenção – estão perdendo espaço para os que conversam com nossos interesses, convergem com nossos ideais e geram identificação legítima. Este movimento vem aproximando os esforços de comunicação das marcas aos modelos dos produtores de notícias, criando o chamado ‘published oriented mindset’ no mundo corporativo.

Mas como mudança pouca é bobagem, há mais um elemento para compor a equação. Dirigir a comunicação a um ‘target’ se torna cada dia mais arriscado em um mundo em que o conceito de identidade evoluiu. O consumidor quer ser reconhecido e tratado como único, e a tecnologia já permite isso. Se antes éramos, para uma empresa, um conjunto de nome, cargo, endereço e número de telefone, hoje somos representados por 4 perfis em redes sociais, 3 e-mails, 2 dispositivos móveis e mais centenas de ‘cookies’ que acompanham nosso comportamento online. A interatividade aumentou o desafio para as empresas, mas criou um ambiente que – se gerido de forma responsável e transparente – pode gerar muito mais assertividade e eficiência.

2. Mudou o jeito de integrar operações: o consumidor quer se relacionar com empresas tão espertas e ágeis quanto ele.

Já disse Kotler, um dos papas da gestão e do marketing: “a organização de marketing terá de redefinir seu papel: em vez de administrar as interações com os clientes, deverá integrar todos os processos de interface com os clientes.”.

Conforme se aproxima do digital, o consumidor é exposto a experiências cada vez mais integradas e eficientes de empresas nativas no mundo digital-first, como Uber, AirBnB e tantas outras ainda menos conhecidas. Nada mais justo que sua ‘barra’ suba e suas expectativas se sofistiquem, independentemente se está tratando com uma startup do vale do silício ou com uma tradicional montadora de automóveis.

As plataformas digitais possibilitam avançada integração entre os departamentos dentro das empresas, e permitem que as áreas busquem o estado da arte em tecnologia aplicada às suas competências. Só dessa forma a empresa pode viabilizar experiências de fato omnichannel para o consumidor ou qualquer grupo de interesse.

A gente não gosta do Uber somente porque os motoristas são simpáticos ou porque o preço é bom. Gostamos porque a experiência, desde o pedido até o pagamento, funciona de maneira integrada, effortless para o consumidor. Se uma área ou um processo estiver em desarmonia com o nível de excelência e inovação do restante da companhia, a experiência do consumidor em algum momento será impactada.

Hoje, a área de suprimentos não pode ignorar as novas ferramentas de trabalho colaborativo; a área de vendas não pode ignorar que as novas arenas de networking estão nas redes; a área de recursos humanos não pode se afastar dos modelos desintermediados de atrair e recrutar talentos; a área de operações já está descobrindo como os conceitos de internet das coisas podem gerar economia e valor no processo produtivo; e, claro, as áreas de tecnologia não podem deixar de conhecer como o big data e, em breve, a inteligência artificial, vão integrar toda a informação da companhia em um sistema único, ‘pensante’, com capacidade cognitiva.

Empresas que tiverem sucesso em integrar suas operações sob modelos mais atuais e eficientes, transformando experiências, terão lugar garantido na realidade digital-first.

3. Mudou o jeito de dirigir negócios: o consumidor quer ser o CEO da sua empresa.

Lembra da cartilha acadêmica da ‘orientação ao consumidor’, traduzida popularmente na frase “o cliente tem sempre razão”? A máxima tomou corpo e vem virando realidade em uma progressão exponencial.

Com a possibilidade de dialogar, criar, interagir, criticar, elogiar, combater, agrupar, questionar, avalizar (e tantos outros verbos) em uma internet cada vez mais livre, democrática e horizontal, o consumidor experimentou o poder de decidir. E gostamos, não tem mais volta.

Qualquer direção de negócio, portanto, que difira de buscar entregar o que o consumidor quer, como quer, no timing que quer, pelo preço que considera justo, está fadada a fracassar. Não é sustentável, ao menos no médio e longo prazo. Por isso, muitas empresas já estão transformando seus negócios da visão de propriedade para acesso, de agenciamento para desintermediação, de hora marcada para on demand; da compra do pacote pela oferta individualizada; do mass para o specific e por aí vai.

Claro, que isso se aplica de forma gradual no tempo, e existem fatores que atrasam a velocidade da disrupção e inovação em alguns setores. Os que são intensamente regulados – como os de saúde – e aqueles mais distantes do consumidor na cadeia – como os de infraestrutura –, tendem a observar a necessidade de transformação em um plano mais longo. Mas, mesmo para elas, é bom lembrar: se seu consumidor não sentar na cadeira do CEO da sua empresa, ele encontrará uma empresa que o deixe tomar as rédeas.

As notícias são boas. Seja para as empresas, que passam a desenhar um jogo competitivo muito mais interessante e desafiador; seja para nós – profissionais, consumidores, e cidadãos –, que vamos ajudar a criar experiências mais ao nosso gosto, marcas melhores e, por que não, empresas para um mundo melhor. Um brinde à realidade digital-first.

 

(*) Eduardo Severi é managing-partner da Bowler

Seis passos para o engajamento da sua marca nas redes sociais

Seis passos para o engajamento da sua marca nas redes sociais

Muito se fala sobre engajamento nas redes sociais, mas como chegar até esse estágio? Como ter um consumidor que curta meus posts, comente e compartilhe? É preciso saber que a base de tudo é o relacionamento. Para atingir o engajamento é preciso compreender que é tudo sobre relações humanas. Só chegamos ao engajamento quando somos capazes de construir uma verdadeira relação com o consumidor. Portanto, antes de qualquer coisa, há uma construção a ser feita entre as partes envolvidas. Afinal, relacionamento se estabelece entre pessoas. É tudo sobre gente.  

Enxergo seis passos para se chegar ao ponto em que marcas e consumidores se relacionam com verdadeiro propósito e com fluidez. Segui-los requer planejamento e estratégia. Vamos lá:

  1. É preciso se conhecer. Antes de querer se relacionar com o outro é preciso saber quem você é. Uma marca deve saber responder sobre sua origem, valores e propósito. Apenas se conhecendo é possível se mostrar ao outro. Entender o seu propósito permitirá se conectar com o seu público de forma legítima. Lembre-se: o consumidor atual não aceita mais mentiras e nem máscaras.
     
  2. É preciso saber que imagem você quer projetar para o consumidor. Você sabe quais são os seus atributos? Como você quer ser reconhecido e percebido? Faça esse exercício e liste os atributos da sua marca. É fundamental que haja uma reflexão prévia sobre esses pontos antes de expor a marca nas redes sociais. Pense bem sobre o que vai querer expor, com qual frequência e formato.
     
  3. É preciso conhecer o outro. Para se comunicar é necessário conhecer o seu público final e ter clareza sobre o que você quer mostrar (etapa 2). Sobre o que se interessam meus consumidores? Que próposito comum existe entre a marca e o consumidor? Importante pensar sobre aquilo que a marca tem propriedade para falar e o que coincide com o interesse do usuário. A beleza do engajamento está na conexão de propósito entre marca e consumidor.
     
  4. É preciso ter bom papo. Para sustentar uma relação é importante que a marca tenha repertório, que seja capaz de falar sem cansar o consumidor. Ter um conjunto de conteúdos relevantes e pertinentes para o público. Falar o que ele tem interesse em ouvir. Pensar em um bom mix de conteúdo é fundamental. 
     
  5. É preciso surpreender. Como se destacar no meio de tanta informação e exposição de marcas e produtos? Você vai precisar achar um meio para ser criativo e surpreendente. Procure se destacar e invista em conteúdos como infográficos, GIFS e vídeos.
     
  6. É preciso regar. Monitore e ouça o que o consumidor está dizendo e use esses inputs para alimentar a sua estratégia. Apenas fazendo uma análise criteriosa da relação é possível evoluir e manter a relação de forma produtiva.
     

Como dica final, recomendo que você sempre pense que relações são sobre pessoas, assim você não erra. As etapas acima são naturais para construir uma relação duradoura e frutífera.

Maria Claudia Bacci é managing partner da www.bowler.com.br

CMO: Digital não é apenas um canal de comunicação

CMO: Digital não é apenas um canal de comunicação

Artigo da sócia da Bowler, Maria Claudia Bacci, publicado originalmente no Meio&Mensagem em 20/07/2016.

O diretor de marketing e comunicação é o novo agente transformador das empresas. E mais do que opinar, ele deve influenciar as decisões.

Foi-se o tempo em que o diretor de marketing e comunicação via o meio digital como mais uma mídia, mais um canal de relacionamento. Os que ainda não passaram desse estágio provavelmente estão limitados dentro de suas organizações. O digital agora é um novo indutor de negócios e não de políticas de comunicação. É o que chamamos dedigital-first business. O diretor de marketing e comunicação é o novo agente transformador das empresas. É quem conhece as novas aplicações, pensa e induz a mudança.

O job description mudou para melhor. Pode ser que ninguém tenha dado formalmente o novo descritivo do papel do diretor de marketing dentro da empresa, mas, na prática, no dia-a-dia, isso mudou muito. Nos Estados Unidos já antecipa para o próximo ano um budget para o CMO que supera o do CIO. Isso porque se espera hoje uma contribuição maior do pessoal do marketing e da comunicação do que a área de TI.

É o CMO quem pode se meter (sim, muitas vezes é se meter, até porque seu novo papel não foi percebido por muitos) e mudar o curso das coisas. Isso porque ele tem conhecimento em SEO (search engine optimization), redes sociais, tecnologia aplicada a negócios, internet das coisas, realidade aumentada e virtual, etc. Ele deve sair da sala de reuniões e ir até a sala do CEO. E mais do que opinar, ele deve influenciar as decisões a partir de uma perspectiva calcada no entendimento do digital como indutor de transformação.

Jogando a seu favor, ele tem a visão do todo, de toda a cadeia, conhece e está antenado às novas tecnologias e suas aplicações. Sabe fazer de maneira mais leve e ágil a decodificação do “novo” de forma prática e numa linguagem que influenciará não só o ponto de contato com o cliente, mas também o principal item do ativo: a marca. Uma nova mentalidade digital cria um novo valor para os negócios. Cria um grupo de executivos e times que pensam para frente, pensam em inovação e na transformação da empresa pelo novo ambiente digital.

Isso é o digital-first business sendo exercitado em todas as áreas das empresas. O “business” aqui deve ser compreendido como todo processo que pode ser transformado pelo digital, e que levará a empresa a outro patamar de exposição da sua marca junto aos seus stakeholders.

Comece hoje, pois amanhã já será tarde.

www.bowler.com.br

www.bowler.com.br/blog

A tendência para 2016 é ter uma atitude digital-first. Você tem?

A tendência para 2016 é ter uma atitude digital-first. Você tem?

Wearable? Inbound Marketing? Não. A tendência para 2016 é ter uma atitude digital-first. Você tem?

Estamos naquela época do ano que investimos tempo lendo tudo o que os especialistas preveem. A cada espiada no LinkedIn, em blogs e redes sociais aparece uma novidade que nos desperta curiosidade e o desejo de experimentar. Está certo que sempre carregado de muita dúvida.

É moda? Veio pra ficar? É mesmo útil? O que devemos refletir é que as novidades que acompanhamos têm uma força brutal de mudança.  Então como não ficar recolhido ao pensamento isolado e impotente? O que realmente deve entrar na pauta não é a ideia e a novidade em si, mas a atitude digital-first.

Refletir sobre a aplicação egrau de efetividade e retorno de cada novidade é válido, mas criar uma dinâmica de relação com pares e líderes que permita, verdadeiramente, contaminar pessoas e mudar o status quo, é o que determina o sucesso. Enquanto analistas, gerentes e coordenadores ficarem conversando entre si e não submeterem ao C-Level as possibilidades de retorno efetivo para o business, aquilo que se chama Tendências 2016 ficará não no futuro, mas no passado.

Mais importante do que implementar novas tecnologias, aplicações, sistemas e técnicas, é ter uma postura indutora, uma atitude digital-first. E usar a força do novo para interferir nos negócios. Você tem o benefício do saber e precisa transformar no benefício do mudar. Aqui vai uma sugestão:

  1. primeiro pense se você realmente conhece os objetivos estratégicos da empresa. Se não conhece, tenha a ATITUDE de descobrir
  2. ao ler sobre tendências eleja uma que tenha relação mais direta com o negócio em que atua
  3. abandone as demais e estude-a de forma aprofundada. Procure casos de sucesso e leia para ter seus próprios inputs
  4. reflita e anote as possibilidades concretas (eu disse, concretas) de aplicação e que contribuirão para os objetivos estratégicos
  5. exercite o P&L (profit and loss) da sua ideia. Se não for possível traduzir em números, que seja em benefícios menos tangíveis, mas que vão ao encontro do famoso objetivo de negócio
  6. leve adiante, leve adiante, leve adiante. Não guarde pra você
  7. divida com seu gestor, registre por email, entre na sua sala, e se faça ouvir
  8. aja como um indutor de negócios. Como um digital-first.

Não perca de vista que o marketing e a comunicação são os novos indutores de mudanças. O digital-first é o caminho para a transformação cultura e atitudinal nos negócios. Passe a refletir com cabeça de negócios e contamine os que estão no seu entorno. Não basta discursar todas as novidades que você lê na internet, poucos entenderão. Agora, se você induzir pessoas com ideias que gerem resultado... Aí sim, você terá tido atitude. Essa é a sua tendência para 2016.

Foi com esse pensamento e atitude criamos a bowler:

 www.bowler.com.br

https://www.linkedin.com/company/bowler?trk=top_nav_home